CIDADEDESTAQUE

Vídeo: com fortes chuvas, Bica do Ipu volta a jorrar após 5 meses sem queda d’água

Região já chegou a receber 85 milímetros de precipitações em 24h no período; intervenção artística foi feita no local

Apesar do indicativo de chuvas abaixo da média no Ceará, a água que caiu do céu até o momento foi suficiente para o retorno de uma cena encantadora: a Bica do Ipu, na Região da Ibiapaba, voltou a jorrar com as precipitações do Carnaval, no sábado (10). O espaço também recebeu uma obra artística representando Iracema – personagem que, na literatura, banhava-se no local.

As águas haviam parado de cair da Bica do Ipu há cerca de 5 meses, em setembro, como geralmente acontece nos meses de maior calor e baixa precipitação, conhecidos como BRO-BRÓ (setembro, outubro e novembro). No último dia 10, uma chuva de 44 milímetros (mm) reverteu a situação.

Desde então, o maior acumulado de chuvas aconteceu na última sexta-feira (16), quando 85 milímetros foram registrados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Naquele dia, inclusive, Ipu teve a maior chuva do Ceará.

Silvio Andrade, secretário de Desenvolvimento Econômico de Ipu, explica que a Bica do Ipu costuma jorrar de janeiro a julho, com maior potencial, e começa a se despedir em agosto em anos de quadra chuvosa fracas.

“Quando voltar a jorrar, depois de 3 ou 4 meses ausente, é uma sensação de felicidade geral porque a Bica do Ipu, para a gente, é um ícone. Temos uma relação sentimental e cultural”, resume o secretário.

Silvio define o momento como “sangue novo na vida da cidade” e, de modo geral, a população tem uma reação e “todo mundo corre para fazer foto e filmar”, como observa.

Confira o Ranking das chuvas em Ipu, conforme Funceme

  • 10/02: 44 mm
  • 11/02: 40 mm
  • 12/02: 0 mm
  • 13/02: 6,8 mm
  • 14/02: 0 mm
  • 15/02: 1,9 mm
  • 16/02: 85 mm (a maior do Estado no dia)
  • 17/02: 0 mm
  • 18/02: 71 mm (a maior do Estado no dia)
  • 19/02: 33,5 mm

Homagem à Iracema

Além do fenômeno natural, os moradores e turistas vão poder registrar imagens da Iracema, personagem de José de Alencar, homenageada no local com uma estátua feita pelo artista cearense Ascal.

“Conforme o romance de José de Alencar a Bica do Ipu era onde a Iracema se banhava e hoje temos uma escultura, de 4 metros de altura, em cima de uma base. Além de ser uma obra de arte, é muito ‘instagramável’ para as fotos”, completa Silvio.

O local também foi adaptado para permitir o acesso de pessoas cadeirantes e com dificuldade de locomoção, equipado com lojas de artesanato e colocada uma plataforma próxima à cascata de água.

“Estamos entrando no processo dos editais para concessão dos espaços da bica, porque temos 2 restaurantes, um de porte maior e outro menor, e vamos fazer a licitação de ampla concorrência”, conclui.

(Diário do Nordeste)

error: O conteúdo está protegido !!