Vídeo: Ministério Público investiga corrupção em contratações feitas pelo SAAE de Ipueiras

O Ministério Público do Ceará (MPCE), com apoio da Polícia Civil, deflagrou, nesta terça-feira (31), a Operação Sedentos, que investiga crimes de fraude em licitação, corrupção e associação criminosa em contratações feitas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Ipueiras, interior do Ceará. Duas pessoas foram presas temporariamente.  

De acordo com o órgão, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, tanto em Ipueiras como em Caucaia e Fortaleza, contra uma empresa que fornece motores e bombas para o município interiorano. Foram presos um servidor público e uma funcionária da firma. Além deles, também é investigado um empresário. Não foram dados nomes.

O promotor de Justiça e coordenador do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc) do Ministério Público, Flávio Bezerra, afirmou que a empresa investigada recebeu mais de R$ 1 milhão do Município, com indícios de que as contratações teriam sido esquematizadas por meio de pagamento sistemático de propina.

Em nota enviada ao Sistema Verdes Mares, o superintendente do SAAE de Ipueiras, Wendell Saraiva Carvalho, confirmou o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e explicou que a investigação, “originalmente, envolvia a empresa e o município de Pentecoste” e que, por meio de uma interceptação telefônica autorizada pelo juiz de Pentecoste, foi flagrado o possível envolvimento de um servidor de Ipueiras no esquema criminoso. 

Wendell também disse que, na decisão, “não há qualquer menção a qualquer pessoa vinculada à atual gestão” e que as investigações se referem às reiteradas contratações feitas por gestões passadas do SAAE com a empresa citada.

(Diário do Nordeste)

error: O conteúdo está protegido !!