REGIONAL

Sobral (CE): Coreano casa com namorada cearense após viagem de 16 mil km para conhecê-la

O coreano Yang Seok, de 28 anos, e a universitária Luísa Vitória Ribeiro, de 20 anos, se casaram nesta terça-feira (19), em Sobral no interior do Ceará. A cerimônia aconteceu em um cartório no Centro do município.

Yang viajou mais de 16 mil quilômetros da ilha de Jeju, na Coreia do Sul, até a cidade de Sobral, para encontrar pela primeira vez a namorada, com quem se relacionava pela internet há um ano. A história do casal viralizou depois que começaram a postar as primeiras experiências do jovem no Ceará.

Em outubro, o pedido de casamento feito na praia do Cumbuco, em Caucaia, na Grande Fortaleza.

“Nós fomos para Fortaleza resolver algumas coisas e depois para praia [Cumbuco]. Aí ele de repente me pediu em casamento na beira da praia. Estava eu, minha mãe, e uma amiga. E ele escreveu lá na areia em inglês me pedindo em casamento. Minha mãe não sabe ler inglês e foi muito engraçado. Ele pediu para que nós ficássemos para sempre juntos. Para sempre ao seu lado. Foi lindo o pedido”, afirmou emocionada.

O visto de turista de Yang dava autorização para que ele passasse três meses no Brasil. Mas o casal conseguiu uma nova documentação. Yang Seok só retorna para a Ásia em janeiro.

“Ele só volta em janeiro. Conseguimos aumentar o visto dele no Brasil até janeiro de 2024. Ele volta para Coreia do Sul, mas vai retornar ao Brasil”.

Começo do relacionamento

Yang Seok, o Yan, 28 anos, e a universitária cearense Luíza Vitória Ribeiro, de 20 anos. — Foto: Arquivo pessoal
Yang Seok, o Yan, 28 anos, e a universitária cearense Luíza Vitória Ribeiro, de 20 anos. — Foto: Arquivo pessoal

O coreano e a cearense viraram grandes amigos porque Luísa queria aprender inglês. Desde que a relação virou namoro, os dois se comunicam pela língua em comum e também por meio do tradutor online. Ao todo, foram três dias de viagem, em quatro voos diferentes e Yang ainda precisou ir de táxi de Fortaleza até o sertão cearense, totalizando cerca de 230 quilômetros.

“A gente ficou meio em choque, porque nosso plano era começar devagar e depois que ele ia vir, mas tudo foi muito rápido”, disse Luísa.

Agora, o gamer coreano vive uma rotina verdadeiramente cearense: adora tapioca, cuscuz e feijão, se aventurou na sinuca e futebol e conquistou toda a família da amada.

Ele até arrisca algumas palavras em português, como ‘Oi, bom dia, tudo bem. Desculpe. Eu gosto’.

Relembre

A história de amor de Yang Seok, o Yan, e da universitária Luíza Vitória Ribeiro, é vista como um verdadeiro “dorama cearense”.

“Em agosto ele me pediu em namoro e ficamos namorando à distância, por videochamada. Dois meses depois ele falou que iria se organizar para me encontrar. No início eu não acreditei, até ele chegar e a gente se encontrar. Foi mágico poder estar com a pessoa que eu gosto”, relatou Luíza.

Após um mês morando com a família da namorada, ele já sabia de cor as comidas favoritas: feijoada e guaraná.

“Ele gosta muito de feijão. A gente gosta de feijão, mas ele gostou muito mais, ele amou, come no almoço, no jantar”, conta Luísa.

Coreano que viajou para o sertão cearense experimenta iguarias brasileiras — Foto: Arquivo pessoal

Nem mesmo o calor de Sobral, onde a temperatura média é de 35,9 °C, desanimou o gamer. “Aqui é quente, mas na Coreia também é quente. Aqui é mais quente, claro, no início foi difícil, mas agora estou bem”, contou Yan ao g1.

error: O conteúdo está protegido !!