CIDADEDESTAQUEPOLITICA

Esquenta político em Ipu (CE): Carnaval revela clima de disputa para as eleições municipais

O Carnaval em Ipu deu uma prévia do que se espera ser a acalorada disputa política na cidade até as eleições de outubro. Os blocos carnavalescos que tomaram as ruas foram muito mais do que uma celebração festiva; eles foram demonstrações claras dos grupos de situação e oposição que delineiam o cenário político do município.

Liderado pelo ex-prefeito Sérgio Rufino, o Grupo da Liberdade mobilizou eleitores, vereadores e simpatizantes para puxar o icônico bloco do Bigode. Rufino, figura central na política local, trouxe consigo uma forte representação que busca retomar o controle administrativo da cidade.

Do outro lado, emergiu um novo grupo de oposição liderado pelo prefeito de Jijoca, Lindenberg Martins, que não hesitou em puxar o bloco “Vai dar Praia”. A movimentação política, ainda que em clima de festa, foi evidente, com ambas as facções buscando marcar território e angariar apoio popular.

Apesar das tensões esperadas e da proximidade física entre os dois blocos em alguns momentos, não houve registros graves de violência. O Carnaval, porém, serviu como termômetro para medir o fervor político que anima os eleitores e as lideranças locais.

As ruas de Ipu testemunharam não apenas danças e folias, mas também uma atmosfera carregada de rivalidades políticas, sugerindo que a batalha pelas urnas será intensa e disputada. À medida que o calendário eleitoral se aproxima, os cidadãos estão cada vez mais atentos aos movimentos e estratégias dos candidatos e seus respectivos grupos.

A cidade, conhecida por sua energia vibrante durante o Carnaval, agora vê essa mesma energia transbordar para o campo político, preparando-se para uma jornada eleitoral que promete ser marcante e decisiva para o futuro de Ipu.

Bloco do Bigode – Liderado pelo ex-prefeito Sérgio Rufino
Bloco Vai da Praia – Liderado do prefeito de Jijoca, Lindenberg Martins
error: O conteúdo está protegido !!