Ceará tem 12 açudes no volume morto e outros seis secos

O Ceará tem 12 açudes com volume morto e outros seis secos, de acordo com dados extraídos pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) nesta terça-feira (6). Quatro estão sangrando no momento. Os reservatórios em crise hídrica estão localizados principalmente na Região dos Inhamuns, Crateús e Sertão Central.

De acordo com a Cogerh, açudes com volume seco são aqueles que não dispõe de tomada de água é contabilizado como volume morto abaixo de 5% de sua capacidade.

LEIA MAIS:

Os doze reservatórios com volume morto são:

  1. Bonito – Itaitinga
  2. Capitão Mor – Pedra Branca
  3. Favelas – Tauá
  4. Jerimum – Irauçuba
  5. Pompeu Sobrinho – Choró
  6. Potiretama – Potiretama
  7. Riacho da Serra – Alto Santo
  8. Sousa – Canindé
  9. Trapiá II – Pedra Branca
  10. Umari – Umari
  11. Várzea do Boi – Tauá
  12. Vieirão – Boa Viagem

Secos

  1. Barra Velha – Independência
  2. Forquilha II – Forquilha
  3. Madeiro – Pereiro
  4. Monsenhor Tabosa – Monsenhor Tabosa
  5. Pirabibu – Quixeramobim
  6. Salão – Canindé

Sangrando

  1. Germinal – Palmácia
  2. Penedo – Maranguape
  3. Pesqueiro – Capistrano
  4. Tijuquinha – Baturité

Situação dos principais açudes

O tem 39 açudes com volume acima de 90% e 59 reservatórios com volume inferior a 30%. O Castanhão, maior reservatório do país, tem atualmente 23,30% da sua capacidade, conforme a Cogerh; e o Orós, segundo maior do estado, 48,70%. Já o Banabuiú se encontra com 9,83%.

(G1/CE)