Artefato explosivo da Segunda Guerra é encontrado em obra em Fortaleza

Um suposto artefato explosivo da 2ª Guerra Mundial foi encontrado, na manhã desta quarta-feira (7), no Bairro Mondubim, em Fortaleza. O artefato foi achado por funcionários de uma obra de requalificação no Loteamento Parque Santana.

Um policial militar que mora no local e prefere não se identificar percebeu os funcionários com o artefato e chamou uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar para ir até o local e estudar o artefato.

“Vi quando o trator tirou o artefato do solo. Uma equipe realiza uma obra aqui para ajeitar a rua e meio fio. Foi quando ao desenterrar algo, acharam o artefato. Ninguém sabia do que se tratava. Funcionários brincavam com o artefato até eu pedi para recolher. Depois percebi que tratava-se de um artefato antigo e que poderia explodir e chamei o Bope. Acredito que seja da Segunda Guerra Mundial”, afirmou o morador.

Ainda segundo o morador, a rua foi isolada e o artefato foi encaminhado para a Polícia Militar para ser analisado e detonado em local seguro.

“Pedi para guardar e gerei ocorrência via Ciops. Enviaram o Bope para isolar e recolher o artefato. O Bope recolheu para detonação em local seguro”, disse.

Embora não tenha havido confrontos no período da Segunda Guerra Mundial, o Brasil, após a entrada na guerra ao lado dos Estados Unidos, armou a sua costa nos pontos mais estratégicos, como é o caso do litoral cearense. O historiador Henrique Braga aponta que o primeiro tiro brasileiro contra um submarino alemão ocorreu no mar do Ceará. Este submarino estaria, portanto, em águas cearenses, mas nunca foi localizado.